quinta-feira, 21 de maio de 2015

Carta a um Fugitivo

Caro Fugitivo,

Alguns dias se passaram, e hoje sei que como no filme "Uma Noiva em Fuga", as vezes as pessoas fogem muito mais por fobias do que por uma situação de perigo. Posso estar errada, mas tenho a impressão, aqui dentro, de que foi o seu caso.

Tudo bem, você não gostou mesmo e tal (não acredito quando diz que "gostou muito". Você sabe o porque), talvez tenha sido só uma aventura divertida. Desculpe, é que eu não sei jogar devido ao meu (errôneo) jeito autêntico de ser. Não podemos obrigar ninguém a ter sentimentos, eu ainda tenho alguns pressentimentos e sensações estranhas, mas há de se respeitar o espaço do outro.



Em todo caso, acho que precisava dizer algumas coisas, e como sei que não vou bater a sua porta, mandar essa carta ou coisa parecida, vou fazer o que sei fazer de melhor, que é escrever no meu espaço, no meu diário ocasional.

Eu realmente acho que não deu nem tempo da gente se conhecer direito, e independente de qualquer rumo acho que seria uma oportunidade e tanto, por isso decidi reunir alguns fatos sobre mim e que agora você nunca mais irá saber, mas que ainda assim são super importantes (para mim):

Fatos aleatórios sobre mim que você nunca mais irá saber - A lista

- Eu AMO Rap (Mesmo, de verdade, meu sonho é conhecer o Emicida, o Projota, o Mano Brown e o MV Bill. Ah, e o Marcelo D2 também. Inclusive sei que quase ninguém espera isso de uma garota, mas enfim)
- Uma vez meu pai me esqueceu no play do prédio da minha tia e o porteiro foi me levar de volta até lá. Eu tinha 5 anos e ele estava assistindo o jogo do Flamengo. Ele não lembra, mas eu nunca vou esquecer.
- Já tentei descolorir o cabelo sozinha em casa e ele ficou da cor de Fanta Laranja, fui a farmácia de Boné e comprei uma tinta para resolver.
- Eu nunca fui engessada pois nunca quebrei nenhuma parte do meu corpo
(em compensação, tenho o recorde de visitas ao centro ortopédico, devido a todas as incontáveis tendinites)
- Tenho medo de morrer
- Minha musa inspiradora e modelo de como ser uma mulher elegante e chique é, sempre foi e sempre será Audrey Hepburn
- Bonequinha de Luxo é um dos meus filmes clássicos favoritos, junto com O Piccolino, de Fred Astaire
- As duas grifes desejo da minha vida são Tiffany and Co. e Louis Vuitton. Se eu conseguir até o fim da vida ter ao menos um ítem original de cada uma ficarei imensamente feliz.
- Na verdade eu sonho em casar, ter filhos e noivar com um anel de brilhantes da Tiffany. Mas, na melhor das hipóteses, fico feliz com alguma aliança ou anel, o que importa é a intenção sincera e o amor que será carregado ali.
- Minhas viagens dos sonhos são Paris, Argentina, Inglaterra, Portugal, NY, Disney (sim, eu separo a Disney do resto), Itália, Japão, Grécia, os jardins de Amsterdam (Sim, só os jardins mesmo)
- Eu AMO flores, sou apaixonada. Meu sonho é ganhar um pouco delas, lindas e frescas, no momento certo, do cara certo. Vai fazer com que me sinta ainda mais especial. 
- Amo Pugs, amo, amo, amo. Ainda vou ter um.
- Poucas coisas na vida me fazem ficar tão calma quanto um brigadeiro. O único problema é que eu sempre largo a panela no meio.
- Tenho o desejo oculto (agora acho que não mais) de ser entrevistada pelo Jô ou Marília Gabriela.
- Falo sozinha quando estou sozinha. E sinto vergonha quando me pegam no flagra
- Eu danço sozinha em casa quando ninguém está vendo
- Minha cafeteria favorita é a Starbucks, sempre, sempre, sempre.
- Eu amo papelarias e canetas, sou capaz de gastar muito dinheiro com isso (se não me controlar)
- Tenho a fantasia oculta de morar em uma livraria
- As vezes me imagino vestida de noiva
- Quero aprender a tocar guitarra e bateria
- Gosto de Doritos com Nutella (Aliás acho que Nutella vai bem com tudo, tudo mesmo. Entenda como quiser)
- Quando tinha 13 anos detestava meus primeiros óculos, eram parecidos com os do Harry Potter só que maiores e sem a armação grossa. Minha mãe os escolheu.
- Já fiz trabalho voluntário com crianças em orfanatos. O amor delas foi o mais sincero que recebi na vida.
- Amo glitter, amo. Oncinha, zebrinha e dourado também. Mas cada dia tenho menos oportunidades de usar
- Adoro skate, surf e street dance. Não sei fazer absolutamente nada disso.
- Coleciono canecas
- Meu maior sonho é ser plenamente feliz, isso é piegas mas é a verdade mais pura do meu ser
- Não sei mentir, mesmo, e isso é um problema as vezes.
- Já tomei ocasionalmente Rivotril. Pensei em fazer isso esses dias, mas hesitei.
- Gosto de cozinhar pães e bolos. As vezes dá certo, as vezes não.
- Eu desenho, pinto, escrevo e adoro um origami
- Tenho medo de viajar sozinha, mas preciso superar isso

Existem mais uma porção de fatos, mas ficaria a vida toda para poder contar todos. Sei que nunca vou saber seus sonhos e aspirações, se dançaria no seu casamento, qual a maior loucura que já fez/faria ou se escalaria uma montanha. Por algum tempo vai ser estranho saber que nunca mais todas essas promessas de troca se concretizarão. Dizem que a palavra nunca é muito forte, mas acabo só sabendo usá-la. Sou uma pessoa que trabalha com fatos. A vida me obrigou a ser assim.

O que eu gostaria ou deixaria de gostar não conta mais, não vou ficar falando, sei que você não tem o mínimo interesse, hoje acho que um dia vou entender o que leva um fugitivo ser um fugitivo.

Eu optei por não tentar mais adivinhar o que vai me acontecer. Normalmente quando eu já estou meio lá, meio cá, as coisas me acontecem muito do nada e super rápido, dai meus amigos começam a perceber que tem algo diferente e ai vem as perguntas. Quase sempre é assim.

Não consigo desejar mil coisas, mas desejo que fique tudo bem e que você não morra. Na verdade em situações como essa fico torcendo para que aconteça para o outro algo do tipo uma promoção para outro país. Tudo ficaria muito mais fácil para todos nós.

Sei que nunca vai ler isso, mas fico em paz de saber que falei o que pensava, como sempre.

Isso ainda vai me levar a algum lugar, ou não.

Fabiana

Nenhum comentário: