segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Etc - Sobre o fim da revista Gloss

Hoje, após 2 meses afastada do meu cantinho, soterrada pelas necessidades, obrigações, prazeres e preguiças da vida cotidiana, retornei ao meu lugar para comentar uma notícia que me chateou demais: O fim da revista Gloss.

Sim meus caros leitores e visitantes, foi um choque ler as notícias e ver que a revista que me acompanhou do fim da adolescência ao ingresso a vida de "jovem adulta" está se esvaindo no tempo como água que corre nos dedos.

Quantas coisas aprendi numa publicação que tinha (quase) todas as dicas que uma mulher meio menina, uma pós adolescente meio adulta, que está entre trabalhar e começar a condensar o caminho para uma carreira no mercado de trabalho! Toques e conselhos sobre amor, sexo, como gerir suas finanças, seu futuro e presente profissional, matérias com pessoas (na maioria das vezes) legais e interessantes, editoriais lindíssimos de moda, guia de produtos de beleza, as melhores roupas por um preço aceitável, dicas de make, um pouco de várias novidades da cultura pop, temas polêmicos (alguns), caras gatos sem camisa (muitos!) abrindo seus corações e sorrisos, rs, e mais uma infinidade de coisas que agora nem consigo me lembrar assim, "de cabeça".



Infelizmente nos últimos meses, acabei me descuidando e com as maravilhas do android, passei a ler a revista digitalmente, mas desde a número 10, com Paola Oliveira na capa, foram mais de 50 edições que fizeram meus meses muito mais divertidos, e hoje posso dizer que tenho o prazer de ainda ter várias dessas edições (52 exemplares, exatamente), para reler, recortar imagens incríveis que compuseram várias colagens que fiz, ver o quanto aprendi e me atualizei ao ler avidamente cada página e matar as saudades!

Cada vez que algo de que gostamos muito e que existe em nossas vidas há muito tempo acaba, é como se um pedacinho da gente fosse embora para nunca mais voltar, como aquele amor antigo que não pode mais ser, mas do qual nunca se perde o carinho e as boas lembranças.

Calma gente, antes que pensem que eu pirei ao me verem falando assim de algumas páginas impressas, entendam, as coisas que nos acompanham por longos períodos deixam marcas. Eu leio a Gloss desde os 17 anos, quando ainda era só uma menina cheia de sonhos, em dúvida se ia ser designer ou professora de inglês! É assim que me sinto em relação a essa publicação da editora Abril (Que também está tirando da tv aberta a MTV, um dos últimos espaços dedicados a conteúdo e música de qualidade - na maior parte do tempo - num país aonde a tv é tão carente de variedade e inovação na programação! Outra grande perda que estou sentindo demais, mas deixo para falar em outra hora...), essa revista que era um espaço para compreender e divertir qualquer garota moderna e antenada nas novidades, de norte a sul do país.


Deixo aqui minha singela e sincera homenagem para a revista que foi como uma grande amiga até aqui. Obrigada por tudo Gloss!

Com carinho,

Fabiana Falcão
Designer Gráfica e eterna amante da moda.


*Para ler ouvindo:Alanis Morisette - Hand In My Pocket